O planejamento dos processos é tão importante quanto o seu desenvolvimento. No Growth Marketing, por mais que os objetivos de crescimento sejam rápidos, eles nunca devem deixar de ser planejados.

O planejamento deve ser considerado algo como uma pesquisa científica. Para poder estrutura-lo, é preciso definir alguns tópicos. Usamos, por exemplo:

Metas

Todas as metas devem ser definidas durante um planejamento – caso contrário, o trabalho todo é feito sem direcionamento nenhum, sem um “porquê”. Por isso usamos a chamada “meta smart”, que leva em consideração cinco aspectos:

  • E (Específico), que significa que cada ação terá apenas uma meta bem definida;
  • M (Mensurável), que é o que também pode ser chamado de “visível”, ou seja, que pode ser visto e contabilizado;
  • A (Atingível), significa que as metas não podem ser surreais;
  • R (Relevante), pois todas as ações devem ter algum retorno para a marca;
  • T (Temporal), deve ser definida em um espaço marcado de tempo, caso contrário é comum que a meta se torne irrelevante.

Persona

Outro tópico importante no planejamento de qualquer ação no Growth Marketing é a Persona. Como ela é a definição do “cliente do cliente”, é necessário que todas as ações sejam montadas focando nela.

 

Vamos Tomar um Café